[RESENHA] Dumplin' Destaque

Dumplin',publicado pela editora Valentina, é um daqueles livros que instigam você a querer ler o quanto antes só por ter achado interessante a capa e a sinopse. Acontece que nem sempre expectativa se torna realidade. Pois bem, neste caso o meu faro literário não errou, pelo contrário, ele acertou em cheio! O livro de autoria de Julie Murphy é um novo adulto empoderador que trata o bulliyng de uma maneira bem peculiar. Dumplin'conta a história de Willowdean, uma adolescente de 16 anos gordinha muito bem resolvida com o seu corpo, até se apaixonar por um garoto do seu trabalho. Bo, o menino em questão, não se importa com as curvas a mais de Will, mas o relacionamento dos dois faz com que a garota comece a ter uma baixa estima da qual nunca sofreu antes.

Não sei vocês, mas quando vejo que uma história irá tratar o bulliyng como tema, logo penso que será um daqueles dramas que irão te impor as situações goela a baixo. Confesso que tive um pouco desse receio, apesar de me interessar pelo livro, mas Julie soube surpreender nesse quesito. Will é uma personagem muito querida e muito realista, e sobretudo, muito madura. Ela não se faz de vítima, até porque não é uma. A garota não se importa com que as outras pessoas dizem sobre ela ou sobre o seu peso. E quando não está ignorando o bullying, ela o está combatendo com uma língua bem afiada e de cabeça erguida:

"Sei que as garotas gordas deveriam ter alergia a piscinas, mas eu adoro nadar. Não sou boba: sei que as pessoas ficam encarando, mas não podem me culpar por eu querer dar uma refrescada. E por que isso deveria fazer alguma diferença? Por que ter coxas enormes e cheias de celulite me obriga a pedir desculpas à humanidade?" - página 30.

Julie, com seu jeitinho autêntico de ser, educa com classe o leitor quando produz textos assim:

"(...) E quem era aquele palito escroto? - Assim que as palavras saem da boca, sinto um arrependimento mortal. A vida inteira tive um corpo digno de comentários, e se há uma coisa que viver na minha pele me ensinou foi que, se o corpo não é seu , você não tem o direito de dizer nada. Seja a pessoa gorda, magra, alta ou baixa, não interessa." - página 34.

Ou assim:

"Há algo no biquíni que faz com que as mulheres achem que precisam conquistar o direito de usá-lo. E isso é um absurdo. Na verdade, o critério é muito simples: você tem um corpo, não tem? Então veste um e manda a ver" - página 319.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E mais, a autora não fala somente sobre o excesso de peso em seu livro. Julie discorre sobre as várias camadas do bulling em relação a aparência físíca das pessoas. Aquela que é gorda demais, a que é magra demais, a que tem dentões enormes, a que manca por ter uma perna maior do que a outra e, assim por diante:


"Quando estou a caminho da aula seguinte, ouço comentários do tipo "Que horror", "Desculpe, mas ela é hedionda" e " Por que não usa aparelho?". Esse último é o pensamento que passa o resto do dia na minha cabeça, pois Hannah não deveria ser obrigadaa usar aparelho. talvez ela não possa pagar por um, ou tenha medo de usar. Seja como for, ela não deveria ser obrigada a entupir a boca de metal só para alguns imbecis a deixarem em paz" - página 136.

O que não falta em Dumplin' também é o empoderamento feminino, tema que está super presente nos dias atuais:

"Eu só quero que você seja feliz!"

"Eu sou feliz!"

"Isso é o que você pensa porque ainda não conhece o mundo. Você está perdendo tanto! Rapazes, namoros... Esse tipo de coisa."

"Você só pode estar brincando. Extra, extra! Um homem não vai resolver os meus problemas." - página 122.

É ou não é para aplaudir de pé essa surra de confiança e auto estima?

Willow é uma personagem bem madura pra sua idade.Ela lida com o preconceito que recebe de uma maneira corajosa e inusitada. Willow é ousada, sensata e inteligente. Mas do que isso, ela é humana! É uma daquelas personagens que nos conquista logo de início e que nos dá vontade de ser amiga.

"Às vezes, descobrir quem você é implica entender que o ser humano é um mosaico de experiências. Eu sou Dumplin'. Will e Willowdean. Gorda. Feliz. Insegura. Corajosa."

Julie nos presenteia em Dumplin'com uma história de empoderamento juvenil que dá gosto de ler, e que nos inspira a ter empatia pelo próximo. É um texto inteligente e divertido com temas que devem ser discutidos desde cedo em todas as esferas sociais. E tudo isso reunido em 333 páginas que são deliciosamente devoradas com rapidez, de tão fluida que é a história. Tive dificuldade em separar alguns trechos para compartilhar, porque era tanta citação maravilhosa que me segurei pra não citar o livro todo aqui.

 Bônus:

Durante todo o livro, Julie sempre encontra uma maneira de mencionar Dolly Parton

Pra quem não conhece, Dolly é uma famosa cantora country norte-americana, e você com toda a certeza do mundo já escutou uma música dela. Bem, talvez não na voz de Dolly, mas sim na de Whitney Houston. O hino antemporal I Will Always Love You ~pasmem~ foi composto pela cantora country e ficou bem famosa na voz dela (espia aqui), mas ganhou mesmo o mundo quando foi interpretada por Houston. Mas a música preferida da nossa protagonista é Jolene, e a editora Valentina fez um booktrailer bem legal com a canção. Confira abaixo:

Sobre a autora:

Julie Murphy vive no norte do Texas com o marido que a ama, o cachorro que a adora e os gatos que a toleram. Quando não está recordando deliciosos momentos de sua vida como bibliotecária, escrevendo ou mesmo tentando recolher animais abandonados, Julie pode ser encontrada assistindo a filmes feitos para a TV, caçando a perfeita fatia de pizza caprichada no queijo e planejando sua próxima grande aventura turística. Após abandonar a profissão de bibliotecária (quanta saudade!), Julie agora é escritora em tempo integral. Seu aclamado romance de estreia se chama Side Effects May Vary. Visite Julie em www.juliemurphywrites.com

Sobre o autor

Natasha Soares

Natasha Soares, carioca, jornalista pela Universidade Estácio de Sá. Já trabalhou em produções de vários eventos como o Rock in Rio em 2011, Got Talent Brasil em 2013 e na Copa do  Mundo em 2014. É editora-adjunto do Satisfashion Brazil. 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes